Mauro Mendes fecha o 1º mês de gestão no vermelho em MT

Mauro Mendes (DEM) adotou medidas austeras para reduzir despesas, mas despesas
continuam acima da receita — Foto: Secom-MT/ Assessoria
No primeiro mês de gestão, o governo Mauro Mendes (DEM) arrecadou R$ 1.361 bilhão, mas fechou janeiro no vermelho. Segundo dados divulgados pelo estado nesta terça-feira (12), há um déficit de R$ 168.856 milhões, mesmo após os cortes de despesas. Em janeiro, o governador decretou calamidade financeira alegando dívidas de R$ 4 bilhões e impôs uma série de restrições nos gastos.

Com a arrecadação aquém das despesas, o governo diz que deixou de pagar R$ 206.245 milhões, embora tenha ficado com R$ 37.389 milhões referentes à Fonte 100, que concentra os recursos que podem ser empregados livremente pelo Executivo, pois não têm vinculação específica.

Do valor arrecadado, R$ 362.934 milhões foram gastos com a folha de pagamento dos servidores ativos. e R$ 200.946 milhões para pagar os servidores aposentados.

A alegação do novo governo é de que a folha de pagamento usa grande parte da receita e impede investimentos. Por causa disso, propôs reduzir o número de cargos comissionados e diminuiu de 24 para 15 o número de secretarias.

Eduardo Botelho (DEM), presidente da ALMT, recebeu R$ 42.759 milhões.
Foto: Maurício Barbant/ALMT
Ao Poder Judiciário, foram repassados R$ 85.643 milhões e ao Poder Legislativo, R$ 42.759 milhões.

O estado repassou ainda R$ 33.323 milhões ao Ministério Público Estadual (MPE), R$ 27.617 milhões ao Tribunal de Contas Estadual (TCE) e R$ 10.580 milhões à Defensoria Pública.

Também fez o repasse de R$ 295.270 milhões aos 141 municípios, que é obrigatório.

Para a Saúde, Mauro Mendes repassou R$ 20.766 milhões em janeiro e R$ 156.356 milhões à Educação.

As 15 secretarias receberam R$ 51.307 milhões. Os gastos com o MT Saúde, plano de saúde dos servidores públicos, e bloqueios judiciais chegaram a R$ 7.686 milhões.

Em investimentos, foram feitos R$ 456 mil em janeiro.

A nova gestão também pagou dívidas com bancos no valor de R$ 28.136 milhões, totalizando despesas no valor de R$ 1.323.786.284.

FONTE: G1 MT
Tecnologia do Blogger.