População se junta a prefeitura e consegue fazer mutirão para tapar buracos de rodovias

População se juntou para tapar os buracos. — Foto: Arquivo Pessoal
A população de Juína, a 737 km de Cuiabá, se reuniu e conseguiu recapear cerca de 100 km da MT-170 e outros 60 km da BR-174, que cortam o município.

A operação tapa-buracos, que poderia custar até R$ 700 mil aos cofres públicos, custou R$ 30 mil para a Prefeitura de Juína, que fechou uma parceria com o Centro de Detenção Provisória (CDP) e contou com a colaboração dos presos. O vereador Wilson Locatelli também participou da ação.

Ele explica que vários pedidos foram feitos para o governo do estado, mas não houve qualquer tipo de ajuda.

Os buracos, tanto na MT-170 quanto na BR-174, eram responsáveis por inúmeros acidentes na região.

Empresários da região financiaram cerca de R$ 90 mil para a conclusão das obras, bem como emprestaram o maquinário necessário.

Casos

Em junho do ano passado, uma jovem morreu e um homem ficou ferido após um acidente na MT-170 em Juína. Segundo informações da Polícia Militar e Civil, os dois estavam em uma caminhonete Hillux que capotou na rodovia.

Moradores chamaram a polícia, que encontrou o motorista Alan Jhones Rosa Silva, de 27 anos, fora do automóvel. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). De acordo com a polícia, a jovem Carolaine da Costa Condack, de 19 anos, morreu no local do acidente.

Em novembro de 2018, a professora Gerusa Gertrudes de Sousa, de 51 anos, morreu, vítima de um acidente de trânsito. De acordo com o boletim de ocorrência, a caminhonete em que a servidora estava bateu na traseira de uma carreta que estava parada no meio da MT-170, sem nenhuma sinalização.

FONTE: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.