MP reúne secretários de Estado visando alternativas para evitar judicialização

A Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Criança e do Adolescente realizou nesta sexta-feira (08), em Cuiabá, reunião com três secretários de Estado para discutir problemas que ferem a dignidade do público infantojuvenil. A pauta incluiu vários temas afetos à saúde e educação. A situação das escolas em todo o Estado, a exemplo da unidade de ensino de Rosário Oeste que estava funcionando em um contêiner, foi um dos assuntos debatidos.

Além do procurador de Justiça Paulo Roberto Jorge do Prado, a reunião contou com a participação dos secretários da Casa Civil, Mauro Carvalho; da Saúde, Gilberto Figueiredo; e da Educação, Marioneide Angélica Kliemaschewsk; e do coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) da Infância e Juventude, promotor de Justiça Márcio Florestan.

“Queremos, junto com o Poder Executivo estadual, construir um caminho para evitar a judicialização e agilizar o atendimento às demandas da sociedade. O cidadão quando procura o Ministério Público ou o governo, ele quer ser atendido e não quer saber se a gestão anterior foi eficiente ou não”, afirmou Prado.

Destacou ainda que a judicialização custa muito caro para o Estado e precisa ser evitada. “O diálogo é sempre o melhor caminho para assegurarmos respostas céleres e eficientes”, acrescentou.

FONTE: A TRIBUNA MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.