FOTO: ASSESSORIA
O município de Rosário Oeste realizou nesta quarta-feira (20) a 3ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que foi realizado pela Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Assistência Social e coordenada pelo Conselho Municipal do Idoso. O evento ocorreu no Salão Paroquial da Igreja Matriz.

Com o tema “Os desafios de envelhecer no século XXI e o papel das políticas públicas”, a Conferência Municipal teve como objetivo proporcionar um espaço democrático de discussões e reflexões em torno das estratégias que apontam diretrizes para as várias políticas intersetoriais que atendem ao idoso, além de garantir a implantação no município e na região da Política da Pessoa Idosa.

Após conhecerem o tema, os idosos formaram grupos que elencaram propostas de políticas públicas e de garantia dos Direitos da Pessoa Idosa. As deliberações dos debates serão encaminhadas para a V Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, a se realizar em Cuiabá.

Também foram eleitos delegados municipais que vão representar Rosário Oeste na conferência estadual. Haverá, por fim, uma etapa nacional.

FOTO: ASSESSORIA
“É um evento que serviu como canal de participação popular para exercer o controle social das políticas públicas e a cidadania. Ou seja, um evento totalmente democrático com ampla participação e efetivo compromisso de todos (governo, sociedade civil organizada, idosos)”, disse a presidente do conselho municipal do idoso, Inês de Fátima Cerutti.

Segundo a secretária municipal de assistência social, Juscélia Medeiros, o Conselho Municipal do Idoso realiza um trabalho muito importante com a organização da Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. “É um órgão de representação dos idosos, e de interlocução junto à comunidade e aos poderes públicos na busca de soluções compartilhadas, que promove amplo e transparente debate das necessidades e anseios dos idosos, encaminhando propostas e visando a execução das ações”.

“O envelhecimento ganha espaço nas discussões políticas e sociais, e deve ser entendido como parte integrante e fundamental no curso de vida de cada indivíduo. É nessa fase que emergem experiências e características próprias e peculiares, resultantes da trajetória de vida, na qual umas têm maior dimensão e complexidade que outras, integrando assim a formação do indivíduo idoso”, ressaltou o prefeito municipal, João Balbino.

A conferência contou com a participação do prefeito municipal João Balbino, do secretário municipal de governo Ireno Lemes, da secretária municipal de agricultura Luilna da Cruz, da contadora Municipal Seair, do ouvidor municipal Gilson Silva, da representante da EMPAER Mirian Scaravelli, do presidente da REPARO Pastor Adiel, do presidente do conselho municipal do trabalho Nestrásio Ramos, da defensora pública Giovanna Santos, da promotora de justiça Luane Bonfim, do representante do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa Gerson Borges, do grupo da melhor idade, servidores da Gestão Paz e Esperança, conselheiros municipais do idoso, representantes de outros conselhos municipais e demais convidados.

FOTO: ASSESSORIA

FOTO: ASSESSORIA

FOTO: ASSESSORIA

FOTO: ASSESSORIA
FONTE: REDAÇÃO


Postagem Anterior Próxima Postagem