Aulas práticas para 1ª habilitação serão filmadas

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) deu início, nesta sexta-feira (12), à implantação do sistema de telemetria para os Centros de Formação de Condutores (CFC), com o objetivo de coibir fraudes durante processo de formação de condutores. A implantação foi desenvolvida em parceria com a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

Implantada para ser executada em parceria com empresas a serem contratadas pelas próprias autoescolas, a telemetria permite o controle e registro das aulas práticas a partir de câmeras de monitoramento e localizadores de GPS instalados nos veículos das autoescolas.

O diretor de Habilitação da autarquia, Alessandro de Andrade, explicou que atualmente, o sistema de controle de aulas práticas para formação de condutores é realizado com planilha em papel, o que possibilitaria fraudes no decorrer do processo.

“O sistema de telemetria está sendo implantado justamente para combater as fraudes, assegurando que a carga horária de aulas seja realmente ministrada e para que possamos avaliar o conteúdo pedagógico de cada aula e da autoescola”, pontuou Andrade.

De acordo com ele, cerca de 25 autoescolas estão sob investigação, por meio de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) no Detran-MT, desde 2016. “A telemetria, dessa forma, é um serviço para a sociedade, pois queremos garantir a formação de bons motoristas no trânsito, assegurando a idoneidade do ensino transmitido nas autoescolas”.

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, informou que os CFCs de Cuiabá e Várzea Grande terão 45 dias para adequação ao sistema e compra dos equipamentos necessários.

“Estamos realizando o levantamento de todos os veículos das CFCs para darmos o prazo adequado de implantação. Depois de Cuiabá e Várzea Grande, notificaremos as cidades-polo de Mato Grosso e, por fim, os demais municípios do interior, para que todas as autoescolas se adequem ao sistema. Acredito que até outubro deste ano, a telemetria esteja implantada em todo o Estado”, afirmou Vasconcelos.

Nesta sexta-feira, o Detran-MT realizou o primeiro teste de telemetria em um veículo de autoescola. O procedimento foi acompanhado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

“Essa tecnologia vai trazer transparência e garantir a boa qualificação das novas CNHs. Além de trazer uma tranquilidade muito grande para o Governo, uma vez que esse investimento se traduz em economia em casos de acidentes, na saúde e segurança, sendo imensurável esse retorno, pois vidas estarão sendo preservadas, o que é mais importante”, declarou Carvalho.

O sistema

Para dar início à aula prática, a telemetria fará o reconhecimento do aluno-condutor a partir de biometria digital ou facial – e o próprio sistema vai apresentar os dados do condutor e do veículo utilizado, registrar o desempenho do condutor durante o percurso e gerar um relatório da aula.

Esse relatório vai conter a duração da aula, a distância e o caminho percorrido, a velocidade do veículo, além das faltas e infrações cometidas e os locais onde elas ocorreram durante o percurso. Todos esses dados, inclusive com imagens registradas durante as aulas, serão encaminhados pela MTI ao sistema do Detran-MT que, assim como as autoescolas, terá o histórico das aulas realizadas e do conteúdo programático ofertado.

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, o projeto da telemetria foi desenvolvido para assegurar maior eficiência e modernidade ao sistema do Detran-MT. “Assinamos um termo de compromisso com o Detran para a entrega de 23 projetos - e o da telemetria é um deles. Agora será possível avançar na prestação de um serviço de melhor qualidade ao cidadão mato-grossense”, disse.

FONTE: FOLHAMAX
Tecnologia do Blogger.