Governador não vai a festa oficial dos 300 anos de Cuiabá e prefeito reclama

foto: Só Notícias/Diego Oliveira/arquivo
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), lamentou a ausência do governador Mauro Mendes (DEM) na festa de 300 anos da capital mato-grossense, realizada nesta segunda-feira (8) na avenida Getúlio Vargas, onde foram realizadas apresentações musicais e onde foi repartido um bolo de 300 metros para cerca de 10 mil pessoas que compareceram às comemorações.

Questionado, Pinheiro disse que não sabia onde estava Mauro Mendes, que já foi prefeito de Cuiabá, e garantiu que enviou o convite ao atual governador, declaradamente um desafeto político.

“Mandei o convite para a Casa Civil. Você acha que eu não ia convidar o governador e ex-prefeito de Cuiabá? Convidei, mas não tive respostas. O Mauro já foi prefeito e não sei o motivo de sua falta, mas com certeza deve ter um”, afirmou em entrevista coletiva.

Mauro Mendes ainda não se pronunciou sobre a ausência, nem oficialmente nem nas redes sociais, usadas por ele para parabenizar a cidade sem muito alarde.

Desafetos políticos, a tensão entre Pinheiro e Mendes ficou mais acentuada no aniversário de Cuiabá. O prefeito pretendia fazer um “festão” na Arena Pantanal, mas foi impedido pelo governo do Estado, que acatou recomendação do Ministério Público dizendo que os três dias de comemorações poderiam prejudicar o gramado para a realização das finais do Campeonato Estadual de futebol.

FONTE: Só Notícias/Marco Stamm
Tecnologia do Blogger.