Mais de 120 idosos sofreram agressão física nos dois primeiros meses do ano em MT

Orientação é conscientizar a população para denunciar esse tipo de crime — Foto: Divulgação
Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) apontam que nos meses de janeiro e fevereiro deste ano foram registrados 124 casos de agressões físicas a idosos no estado. Os casos poderiam ser ainda maiores se fossem denunciados. Em 2018 foram 128 casos e, em 2017, 127.

Um caso recente de agressão ocorreu no dia 2 deste mês, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. O filho de 45 anos foi preso por agredir a própria mãe de 73 anos. Os vizinhos ouviram os gritos de socorro e chamaram a polícia. A idosa teve lesões no rosto, no pescoço e a dentadura quebrada.

As agressões teriam começado quando a idosa serviu o jantar para o filho, que estava alcoolizado e começou a bater na mãe, a segurando pelo pescoço. Ele só parou quando houve interferência do sobrinho de 24 anos.

No dia 8 de novembro de 2018, de acordo com o boletim de ocorrência, um idoso de 71 anos foi agredido pelo enteado de 26 anos dentro de casa, ele teve o nariz quebrado e lesão no olho esquerdo durante as agressões. Os vizinhos fizeram a denúncia depois de ouviram a briga. A polícia chegou no local e encontrou o idoso todo ensanguentado. O jovem foi preso em flagrante.

O advogado Bruno de Castro afirma que é preciso atenção e responsabilidade em relação aos idosos

‘’Há a necessidade de políticas públicas de educação para esclarecimento da população sobre as fragilidades e dificuldades que os idosos têm. E dentro desse contexto conseguir conscientizar a população e a legislação’’, declarou.

Também foram registrados 33 casos de maus-tratos neste ano; 31 em 2018 e 27 em 2017.

A Polícia Civil estima que o número de casos seja ainda maior, porque algumas agressões cometidas a idosos não são denunciadas, pois na maioria das vezes o agressor é alguém da própria família ou conhecido. Nesses casos a denúncia anônima é muito importante.

Denúncias de agressões podem ser feitas pelo Disque 100 ou 190 da Polícia Militar. As ligações são gratuitas e também reportadas ao Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cededipi) e aos conselhos municipais ao idoso.

FONTE: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.