Quadrilha é presa suspeita de atirar em padrasto que denunciou enteado por tráfico

Quadrilha é presa suspeita de balear padrasto que denunciou enteado por tráfico em Rondonópolis.
Foto: TV Centro América.
Uma quadrilha foi presa nessa terça-feira (16) suspeita de sequestrar e atirar nas mãos de um homem em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

A vítima, de 36 anos, foi baleada no dia 4 de abril depois de ter denunciado o enteado por estar com drogas e armas.

À polícia ele disse que estava em casa no Bairro Jardim Iguassu quando foi abordado pela quadrilha e levado de carro até a MT-270, quando foi atingido por disparos de arma de fogo nas mãos e abandonado no local.

“A vítima foi atraída por uma emboscada pelas mulheres que foram presas. Ele foi rendido por 4 elementos armados com pistolas e revólveres. Ele sofreu diversos ferimentos, foi sequestrado e levado à zona rural”, explicou o delegado Santiago Sanches.

A ordem para a execução do crime teria sido dada pelo enteado da vítima que está preso na na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, mais conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis.

O ataque teria ocorrido como represália pelo fato da vítima tê-lo denunciado à polícia por estar com drogas e armas.

“Foi perguntado a ele se ele escolheria levar tiros nas mãos, tiros nos pés ou tiros na cabeça. Sem opção, ele escolheu o tiro nas mãos”, pontuou o delegado.

Os suspeitos vão responder por roubo, associação criminosa, lesão corporal grave. Se condenados, eles podem pegar até 30 anos de prisão.

FONTE: G1 MT
Tecnologia do Blogger.