Nova Mutum demite mais trabalhadores com carteiras assinadas pelo 3º mês seguido

Foto: assessoria/arquivo
Nova Mutum terminou o mês de abril com saldo negativo na geração de empregos, pelo terceiro mês consecutivo. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram fechados 9 postos de trabalhos a mais, resultado de 644 demissões e 635 contratações. Nos meses de fevereiro e março o resultado também foi negativo com 39 e 171 demissões, respectivamente.

No mês passado, o setor da agropecuária liderou mandando mais trabalhadores embora. Foram 51 funcionários demitidos a mais, resultado de 158 demissões e 107 contratados. O segundo pior resultado foi no setor de serviços com 22 dispensados a mais, saldo de 157 demitidos e 135 admitidos.

Por outro lado, a indústria de transformação teve um bom desempenho ao gerar 30 vagas a mais, saldo de 116 admissões e 86 desligamentos. A construção civil gerou 23 vagas a mais, diferença de 51 admissões e 28 demissões. O comércio gerou 11 vagas a mais, saldo de 225 admitidos e 214 demitidos.

Só Notícias também constatou que Nova Mutum abriu 473 empregos a mais nos últimos 12 meses, resultado de 8.561 admissões e 8.088 desligamentos feitos por empresas e indústrias de todos os segmentos. No ano, foram criados 15 postos de trabalho.

Conforme Só Notícias já informou, Mato Grosso voltou a gerar mais vagas de empregos com carteiras assinadas. Foram 2.106 a mais, resultado de 32.406 contratados e 30.300 demitidos.

Em Cuiabá, foram criadas 469 vagas a mais, resultado de 6.690 contratações e 6.221 demissões.O município de Sinop teve pelo terceiro mês seguido saldo positivo na geração de empregos com contração de 335 pessoas a mais.

Sorriso voltou a ter saldo positivo ao gerar 149 vagas a mais, em abril. Lucas do Rio Verde também teve saldo positivo ao empregar 163 funcionários a mais. 

FONTE: Só Notícias/Cleber Romero
Tecnologia do Blogger.