Vereador filma casa de prefeito e tem o celular tomado; veja

Vereador fazia gravação no momento em que teve o celular tomado.
REPRODUÇÃO
O vereador Abílio Brunini (PSC) se envolveu em uma confusão na manhã desta quinta-feira (9), em frente à casa do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), no Bairro Jardim das Américas. 

Abílio disse que fazia uma fiscalização no local, no momento em que teve seu celular tomado por um homem que, segundo ele, é funcionário de Emanuel (veja vídeo abaixo).

Já um funcionário da casa do prefeito registrou um boletim de ocorrência contra o vereador, acusando-o de tentar invadir o imóvel.

Essa não é a primeira vez que o vereador se envolve em confusão, com desfecho indo parar na polícia.

Desta vez, Abílio relatou ter recebido uma denúncia – acompanhada de fotos - dando conta de que o prefeito estaria realizando uma reforma em sua residência sem um alvará que permite tal ampliação.

Na última quarta (8), o vereador disse que foi até a Secretaria de Meio Ambiente e, sem revelar quem era o proprietário da casa, questionou apresentando a foto se uma reforma daquela natureza precisaria de tal alvará, sendo informado que sim.

“Fui à Pasta de Meio Ambiente que faz a aprovação dos projetos, mostrei a foto, disseram que precisava do alvará. Passei o número da inscrição cadastral, pedi para consultar se tinha o alvará e não acharam”, relatou o vereador.

Na sequência, ele disse que procurou a Secretaria de Ordem Pública pedindo uma fiscalização na casa, também sem informar que era a residência do prefeito.

Segundo Abílio, foi agendada uma vistoria na casa para as 7h30 desta quinta-feira e, conforme os servidores da secretaria, ele também poderia participar da vistoria.

Ainda conforme o vereador, na manhã de hoje, quando os profissionais responsáveis pela vistoria tomaram conhecimento que a casa era do prefeito, teriam informado que a visita seria remarcada para daqui a cinco dias.

“Quando falaram que não iam, eu resolvi ir na casa do prefeito. Eu estava na rua do prefeito. Não pus a mão por cima da casa. Eu estava apenas fazendo uma fiscalização e mostrando a casa, mas eu estava na rua”, contou o vereador.

“Foi aí que apareceu um funcionário do prefeito dizendo que eu não podia fazer a gravação e me tomou o celular da mão e sumiu”, acrescentou Abílio.

Ele disse que o homem fugiu do lugar e, na sequência, ele chamou a Polícia. Por meio do rastreador do aparelho, os policiais viram que o homem que tomou o celular parou na Central de Flagrantes, na Prainha. 

Motorista da 1ª dama registra B.O. 

O motorista Jonai dos Santos Nascimento - que trabalha para a primeira-dama Márcia Pinheiro - registrou um boletim de ocorrência, afirmando que tentou impedir o vereador de filmar e invadir a casa do prefeito.

“O comunicante advertiu o suspeito e pediu que ele parasse com as filmagens. Todavia, ele não aceitou e iniciou uma discussão verbal com o suspeito, proferindo xingamentos e ameaças, no sentido de que iria denunciar o comunicante”, diz trecho do BO.

Ainda na versão do motorista, o político teria insistido, dizendo que iria entrar na residência a qualquer momento.

“Explica que para evitar a confusão, tomou o aparelho celular da mão dele e saiu”, consta em outro trecho do B.O.

O funcionário relatou que sua intenção não era pegar para ele o celular, mas impedir que ele continuasse “filmando e entrando na propriedade privada da primeira dama e do prefeito”.

Veja o vídeo:








FONTE: MIDIANEWS

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.