"Voyer do Whats" é preso após armazenar fotos íntimas de jovem de 17 anos

REPRODUÇÃO
A Polícia Civil realizou nesta quarta-feira a "Operação Voyer" em dois bairros da cidade de Tapurah. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros Cristo Rei e São Cristovão sob o comando da delegada Vanessa Aguiar da Cunha Garcez.

A operação buscava localizar matérias pornográficos ilícitos através de fotos ou vídeos da intimidade de uma adolescente de 17 anos, que foi enganada e induzida a enviar ao namorado que conheceu  através das redes sociais. O relacionamento durou há aproximadamente 8 meses, nesse período, o namorado virtual identificava-se com o perfil de Whatsapp chamado Gustavo T.

Na foto de perfil fake, era um jovem de boa aparência. Após descobrir que estava sendo enganada, a adolescente denunciou o caso a delegacida da Polícia Civil.

Ela explicou que no início "tudo parecia ser real, pois no perfil tinha foto de um jovem de boa aparência e eles conversavam várias vezes ao dia o todo tempo sendo que sempre recebia presentes do namorado, mas nunca teve contato com ele". Ainda segundo a jovem, "ele parecia muito romântico e esperava ansiosa para encontrá-lo, porém nos últimos dias a adolescente veio a desconfiar do namorado virtual, pois começou a perceber algumas atitudes estranhas que levou a ficar com medo". 

Então, a Polícia Civil iniciou as investigações e descobriu a verdadeira identidade do suspeito. Após mandado de busca e apreensão expedido Fórum de Tapurah, os policiais chegaram até a pessoa de C.V.M, de 38 anos.

Com ele, os policiais localizaram um aparelho celular que continha o perfil fake denominado Gustavo T. bem como fotos íntimas da adolescente de 17 anos. Segundo a PC, o suspeito ainda tinha um perfil fake com a foto e o nome do sexo feminino, que também era usado para tentar conseguir fotos íntimas de mulheres que se identificassem com essa opção sexual.

Para os investigadores, é possível que ele tenha feito outras vitimas conclui a polícia. O suspeito é um comerciante na cidade e seu estabelecimento foi alvo de busca e apreensão.

Ele foi preso em flagrante. A delegada orienta as adolescentes quanto aos cuidados com esse tipo de relação em redes sociais e alerta que em hipótese alguma se deva enviar fotos da sua intimidade através de redes sociais.

A operação foi denominada de "Voyeur”, que é nome dado ao indivíduo que experimenta prazer sexual ao ver estímulos sexuais.

FONTE: SUELEN ALENCAR
DO FOLHAMAX
Tecnologia do Blogger.