Polícia Civil cumpre prisão contra 03 envolvidos em morte de adolescente em Acorizal

REPRODUÇÃO
Três pessoas suspeitas de envolvimento no homicídio de um adolescente, ocorrido no mês de abril em Acorizal, tiveram mandados de prisão temporária cumpridos pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (13.06), em ação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Além da prisão dos suspeitos, o trabalho resultou na apreensão de uma arma de fogo e diversas munições.

 Claudiomar Martins de Figueiredo, de 29 anos, é apontado como o autor dos disparos e
Moacir Galdino da Trindade é apontado pela Polícia Civil como coautor do crime. — Foto: Polícia Civil
Os suspeitos, Claudiomar Martins de Figueiredo (apontado como executor do crime), Moacir Galdino da Trindade e Reginaldo Rosa (mandante) tiveram as ordens de prisão e de busca e apreensão domiciliar decretadas pela 14ª Vara Criminal de Cuiabá, após serem identificados em investigações da DHPP.

O crime ocorreu no dia 22 de abril, em uma praça, na região Central do distrito de Baús, município de Acorizal. A vítima, João Victor Mamoré Martins Pena, de 16 anos, foi alvejada com aproximadamente 09 disparos de ama de fogo, calibre ponto 40.

Segundo a delegada que coordenou as investigações, Jannira Laranjeira Siqueira Campos, o crime teria sido motivado pelo fato do menor emitir notas falsas na comunidade, além de atuar em furtos e roubos na região. “Entre as suas ações, a vítima teria entregue uma nota falsa no comércio de Reginaldo, que ficou apontado como mandante do crime”, disse a delegada.

 Reginaldo Rosa é apontado como o mandante do crime. — Foto: Polícia Civil
Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram cumpridos nos distritos de “Baús” e “Três Pedras” e nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande. Durante as buscas na casa de Reginaldo, foram apreendidos um revólver calibre 38, várias munições calibre 38 e calibre 357.

As investigações seguem em andamento e os suspeitos serão interrogados para esclarecimentos das circunstâncias do crime.

João Victor Mamoré Martins Pena, de 16 anos. — Foto: Arquivo Pessoal
Fonte: PJC MT
Tecnologia do Blogger.