Professora é flagrada vendendo arma no estacionamento do Atacadão

Professora da rede estadual de educação, Marcia Agripina Ramires Jamil, 52 anos, foi presa em flagrante e conforme informações da Polícia Militar ela estaria tentando vender um revólver calibre 38, no estacionamento do Atacadão do Porto, em Cuiabá, na tarde de quinta-feira (06).

De acordo com o Portal da Transparência, Marcia é professora de educação básica e está lotada em escola em Cuiabá e tem salário de R$ 6.506,92.

Um homem, identificado como Henry Silva de Vasconcelos, 33 anos, também foi preso.

Denúncia

De acordo com policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), as equipes receberam denúncias de que havia uma mulher aparentando ter 50 anos, usando vestido branco e blusa vermelha e que ela estava armada, no estacionamento do Atacadão.

Quando os policiais chegaram no local, identificaram e revistaram Márcia. A arma, conforme a PM, estava escondida dentro da bolsa dela. O revólver tinha o número de identificação raspado.

Ambos os envolvidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes, onde o caso foi registrado como porte ilegal de arma de fogo.

Greve

Vale ressaltar que os professores de Mato Grosso estão em greve geral desde o último dia 27 de maio, por tempo indeterminado. A decisão foi tomada no dia 20, durante assembleia da categoria no colégio estadual Presidente Médici, em Cuiabá.

O Governo cortou o ponto dos servidores que aderiram ao movimento, que cobra reajuste salarial de 7,69% em ganho real.

FONTE: RAUL BRADOCK
DO REPÓRTERMT
Tecnologia do Blogger.