REPRODUÇÃO
Lumar Lopes, de 28 anos, confessou ter matado e arrancado o coração de sua tia, Maria Zélia Cosmos, em depoimento à Policia Civil na quarta-feira (10), e disse ter recebido ordens do “universo”, afirmando que precisava “purificá-la”.

O crime aconteceu em Sorriso (420 km de Cuiabá) no dia 2 de julho. O homem chegou a colocar o órgão dentro de uma sacola plástica e o levou até a casa da filha da vítima – sua prima –, entregando-o para ela.

Segundo relatou em depoimento, o homem contou que no dia do crime havia acabado de se mudar para uma quitinete e, após arrumar o local, decidiu matar a tia, porque o “Universo havia lhe dado a luz”.

“O interrogado afirma que foi a pé para a casa de sua tia e que lá se deparou com ela parada sentada. O interrogado afirma que a cumprimentou e disse que precisava conversar com ela, e que em seguida bateu na cabeça dela, e a jogou dentro do quarto”, diz trecho do depoimento.

Em seguida, o homem relata como ele cometeu o crime, e disse que o fez para purificá-la em razão do mal que ela tinha feito contra ele.

Lumar ainda alegou que a tia era uma bruxa e que sentia que ela estava lhe roubando energia vital, porque, de acordo com o depoimento, ele não quis ter relação sexual com ela.

“Que o interrogado afirma que usou LSD, e que aí o ‘Universo’ desceu; que o interrogado viu em Zélia a cópia de sua mãe, como manipuladora e mentirosa”, disse em outro trecho.

O homem relatou ainda que não se arrependia de ter cometido o crime, e que mesmo se a sua tia tivesse pedido perdão a ele, iria matá-la para “purificá-la”.

Ao final do depoimento, ele ainda afirmou que queria começar o “apocalipse” e que tinha intenção de ir até a cadeia soltar os presos e matar mais pessoas.

Conforme o delegado que comanda as investigações do caso, Lumar foi indiciado homicídio qualificado por motivo fútil.

Em um vídeo publicado pelo site JK Notícias, de Sorriso, Lumar reafima não ter se arrependido de ter cometido o homicídio e rir ao contar sobre episódio, em entrevista coletiva após seu depoimento à Polícia Civil.

Veja:



FONTE: MIDIANEWS
Postagem Anterior Próxima Postagem