Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria
Um cacique de uma aldeia foi preso na madrugada desta sexta-feira (5) suspeito de ter estuprado uma criança indígena, de 9 anos, no município de General Carneiro, a 449 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, a Jesus Mario Etero'owe Wa'utomopa, de 35 anos, foi preso em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. Ele é cacique da aldeia São Marcos.

A polícia foi chamada por um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Barra do Garças. O médico denunciou que uma criança indígena foi levada ao local com sinais característicos de estupro.

A criança estava acompanhada pela mãe e por uma enfermeira da Casa de Saúde Indígena (Casai). A menina reclama de dores nas partes íntimas e tinha a calcinha suja de sangue.

Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria
A enfermeira informou que a criança estava na Casa e foi levada pela manhã de quinta-feira (4) pelo cacique. Ele retornou com a menina já por volta de 22h.

A mãe da criança acusou o indígena de ter se aproveitado da função de cacique para ganhar confiança da família para a manter perto dele e cometer os estupros.

O Conselho Tutelar foi chamado e a polícia conseguiu localizar o cacique dormindo na sede da Casai.

Ele foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e encaminhado À delegacia da Polícia Civil.

Ainda conforme a PM, um exame pericial confirmou que criança foi estuprada.

Durante o exame também foi coletado material genético que ajudará a confirmar o autor do estupro.

FONTE: G1 MT
Postagem Anterior Próxima Postagem