Homem chega em casa e encontra filha de 13 anos morta após proibir namoro

REPRODUÇÃO
Uma menina de 13 anos, que não teve a identidade divulgada, foi encontrada morta pelo pai na noite da última quarta-feira (03) no bairro CPA 4, em Cuiabá. Aos policiais, o homem relatou que ao chegar em casa encontrou a filha pendurada pelo pescoço por um fio de energia elétrica na grade da janela pelo lado de fora.

Segundo o boletim de ocorrência, o pai ainda teria soltado a menina e a levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro, no entanto, ela já deu entrada no local sem vida.

Ele contou aos policiais que havia deixado a filha na residência de uma amiga, que fica no mesmo bairro, para buscar sua esposa no trabalho. Porém, ao retornar ao local encontrou a menina numa rua próxima junto ao namorado.

Em seguida, segundo a PM, o homem levou a garota embora e ao chegar em casa a proibiu de namorar e sair de casa.

“Já vou avisando, pode parar com esse namoro porque eu não vou aceitar”, diz trecho da ocorrência.

Ao retornar à residência, por volta das 20 horas, ele já se deparou com a filha pendurada pelo pescoço.

A vítima foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo vai passar por exames de necropsia e em seguida liberada para a família.

A Polícia Civil investiga o caso. 

CVV

O Centro de Valorização a Vida (CVV) realiza o combate e a prevenção do suicídio, no Brasil.

A instituição possui encontros presenciais do "Grupo de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio". A roda de conversa ocorre todas as quintas-feiras, a partir das 19h30, na sede do CVV Cuiabá, que fica na Rua Comandante Costa, número 296, Centro Norte de Cuiabá. As pessoas também podem procurar ajuda pelo telefone 188 (CVV), que funciona 24h. Atualmente a entidade conta com um grupo de 2 mil voluntários que oferecem apoio emocional gratuito.

Outras formas de atendimento do CVV  são por Skype, e-mail e pessoalmente. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.cvv.org.br.

FONTE: REPÓRTER MT
Tecnologia do Blogger.