REPRODUÇÃO
Acusado de matar a ex-mulher, Débora de Oliveira Silva, 37 anos, com um tiro de espingarda no rosto, Marcos Rogério Lima, cometeu suicídio, durante abordagem de policiais que o procuravam pelo assassinato.

As duas mortes de Débora e de Marcos foram registradas na segunda-feira (08), em Sorriso (455 km de Cuiabá) e Nova Ubiratã, respectivamente.

De acordo com informações, Marcos disparou um tiro contra a própria cabeça assim que viu os policiais.

Ele chegou a ser socorrido e levado pelos policiais até unidade médica de Nova Ubiratã, mas não resistiu aos ferimentos.

O assassinato de Débora teria sido cometido porque Marcos não aceitava o fim do relacionamento.

O caso

O crime ocorreu durante uma briga do casal nas proximidades da MT-242, Distrito de Caravágio, que pertence a Sorriso (455 km da Capital). O tiro foi feito de uma espingarda calibre 20.

A vítima recebeu atendimento de primeiros socorros por paramédicos da Apasi, concessionária que administra a rodovia, e em seguida foi encaminhada para o Hospital Regional de Sorriso, onde chegou sofrendo uma parada cardiorrespiratória. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da unidade de saúde.

Informações da Polícia Militar apontam que o homem entrou na residência pelos fundos e no momento do tiro a vítima tentou se defender do disparo com as mãos na frente do rosto.

FONTE: REPÓRTER MT
Postagem Anterior Próxima Postagem