Mulheres de presos ateiam fogo em porta de presídio após visita barrada

REPRODUÇÃO
Um grupo de mulheres de presos da Penitenciária Central do Estado (PCE), o antigo Presídio Pascoal Ramos, em Cuiabá, cometeu ato de vandalismo no local ao ter a visita aos criminosos impedida na quarta-feira (03).

Elas reviraram lixeiras e colocaram fogo na porta do presídio.

A Polícia Militar precisou ser acionada para montar um bloqueio no local e acalmar os ânimos. Vídeos que circulam nas redes sociais, mostram as mulheres insultando policiais e o antigo diretor da unidade prisional, que foi preso recentemente por facilitar a entrada de celulares no local.

“O que Revétrio falava? Que ele era o cara. Acabou indo para o xilindró”, diz uma das mulheres no vídeo.

Veja os vídeo



A revolta aconteceu por elas não terem conseguido visitar detentos no local. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), não houve impedimento nas visitas.

Em nota, a Sesp afirmou que houve uma grande demanda de visitantes naquele dia e todos precisaram passar por revista corporal e nos materiais que levam antes de se encontrar com os criminosos.

Tal revista teria atrasado o fluxo e um grupo de mulheres não conseguiu entrar pelo fato do horário de visitas ter sido extrapolado.

“A Administração Penitenciária esclarece que não houve nenhuma proibição de visitas na Penitenciária Central do Estado nesta quarta-feira (03.07). Em virtude do alto número de visitantes e da necessidade em vistoriar pessoas e materiais nos detectores de metais, raio X e escâner corporal, ocorreu lentidão no ingresso das visitas. Dessa forma, um grupo de mulheres não conseguiu entrar na penitenciária no horário previsto”, disse a Sesp, em nota. 

FONTE: REPÓRTER MT
Tecnologia do Blogger.