Jordão Rodrigues Neto era procurado pela polícia. — Foto: Polícia Civil
O segundo suspeito de participar de um latrocínio contra uma assistente social, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foi preso nesta terça-feira (9). De acordo com a Polícia Civil, ele se apresentou na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (DERFVA).

Jordão Rodrigues Neto tem condenação por tráfico de drogas e estava em liberdade com uso de tornozeleira. Os investigadores suspeitam que ele tenha desligado o aparelho para cometer outros crimes.

Ele e outros dois são investigados por participação na morte de uma servidora da Prefeitura de Várzea Grande, no dia 2 deste mês. Ela foi abordada quando chegava em casa.

Sandra Siqueira Travaína, de 47 anos, foi morta em suposta tentativa de assalto em Várzea Grande — Foto: Facebook/Reprodução
Segundo as investigações, os criminosos decidiram assaltar Sandra Regina de Siqueira Travaina, 48 anos, por acreditarem que ela tinha joias e dinheiro em casa.

Ao perceber a presença dos suspeitos, a vítima teria começado a buzinar para chamar a atenção do marido dela, que estava dentro da residência. E, por isso, teria sido morta.

André Luiz Gomes, 20 anos, conhecido por 'neguinho', também suspeito de participar do crime foi preso em Cáceres, a 220 km da capital, no dia 7.

André Luiz Gomes, conhecido por “Neguinho”. — Foto: Polícia Civil
Segundo a polícia, André confessou o crime e alegou que a intenção era roubar e não matar a servidora. Entretanto, disse que ela foi morta por ter buzinado.

O terceiro suspeito, Maikon Douglas Alves dos Santos, conhecido como 'sujeirinha', continua foragido. O trio será indiciado por latrocínio consumado e associação criminosa.

Maikon Douglas Alves dos Santos é procurado pela Polícia Civil. — Foto: Polícia Civil
FONTE: G1 MT
Postagem Anterior Próxima Postagem