Arma roubada de PM da reserva de Acorizal foi encontrada com ex-presidiário em Jangada

DIVULGAÇÃO
Depois de ter um surto e fazer disparos em via pública tendo como alvo cachorros da cidade, o ex -presidiário Dorvalino Silva Paes, 29, foi atingido por um disparo de arma calibre 12 ao reagir à prisão e ameaçar atirar contra policiais militares.

A prisão ocorreu por volta das 9h30 desta sexta-feira (9), na cidade de Jangada (80 km ao norte de Cuiabá).

Segundo o sargento Samuel Figueiredo, os policiais foram acionados por moradores de um dos bairros que diziam que Dorvalino estava descontrolado e armado fazendo disparos em via pública, tentando alvejar cães. 

Quando os policiais chegaram se depararam com o suspeito que portava uma pistola ponto 40, de uso restrito das forças de segurança. 

Ele não atendeu à voz de comando para entregar a arma e fez menção de atirar contra os policiais. Houve reação e foi atingido na altura da coxa e nádega esquerda. 

Encaminhado inicialmente para unidade de saúde de Jangada, depois foi removido para o Pronto-Socorro de Várzea Grande. Ao final da tarde foi liberado e encaminhado para autuação, na central de flagrantes do município. 

Segundo Figueiredo, em checagem da arma apreendida com o suspeito descobriu-se tratar-se de pistola roubada de um policial militar da reserva, na cidade de Acorizal. 

Dorvalino, que mora na cidade com a mãe e uma irmã, tem diversos antecedentes criminais por crimes de furtos, roubos e tráfico. Figueiredo acredita que ele surtou pelo uso de entorpecentes. 

Dorvalino foi condenado a 14 anos por crime de homicídio, em 2013 e já havia sido beneficiado pela progressão de regime, ganhando liberdade.

Conforme o site do Tribunal de Justiça ele compareceu à Segunda Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, no dia 19 de junho pela última vez, informando que estava trabalhando como autônomo. (Informações de Silvana Ribas).

FONTE: O Bom da Notícia
Tecnologia do Blogger.