Reprodução

Os usuários de aplicativos de mensagens instantâneas devem estar atentos. O alerta foi feito na manhã desta sexta-feira (30), já que uma pessoa acabou tendo o aplicativo WhatsApp clonado e foi vítima de golpe.

De acordo com o investigador Wladimir Mesquita, diversas denúncias já foram feitas na Delegacia de Polícia. Essa, em questão, chamou a atenção da equipe de investigação. O golpe funciona desta forma: o usuário recebe mensagem e é orientado a retornar um código gerado. Imaginando ser um procedimento comum, a pessoa envia e, em pouco tempo, o aplicativo é clonado e o golpista tem acesso à lista de contatos. Nesse caso, ele fez pediu dinheiro emprestado aos conhecidos da vítima, crendo que conseguiria conseguir efetivar o golpe.

No entanto, a vítima foi alertada por um colega de trabalho e entrou em contato com amigos, descobrindo que o golpista estava usando o aplicativo clonado e pedindo dinheiro em seu nome.

"Existem maneiras simples de evitar cair nesse golpe. Não forneça código pra ninguém, por mais que você acredite que seja alguma instituição importante ou empresa que você confie. Não mande código, entre em contato com um número de confiança pra que tenha certeza que precisa de algum tipo de informação ou não", orienta Mesquita, destacando que a maioria das empresas não pede informações por telefone.

A polícia não tem um levantamento de quantas pessoas foram vítimas nesse tipo de golpe.

Aluguel

Outro golpe tentado, por meio do aplicativo WhatsApp, é da cobrança de aluguel. A pessoa consegue o número por meio de grupos de discussão e mantém contato com a eventual vítima. Com bastante lábia, o golpista tenta dissuadir a vítima pedindo que efetue o pagamento do aluguel de determinado imóvel. Uma das vítimas, que mora em imóvel locado, desconfiou e bloqueou o golpista, comunicando o fato à pessoa que, de fato, cuida da locação do imóvel em que reside.

FONTE: EXPRESSO MT
Postagem Anterior Próxima Postagem