Palácio Paiaguás, sede do governo de Mato Grosso — Foto: Assessoria
Um servidor público contratado, cujo nome não foi divulgado, foi preso nesta terça-feira (13), suspeito de furtar 18 celulares de dentro da Casa Civil e vendê-los. De acordo com a Polícia Civil, uma operação foi realizada hoje para recuperar os aparelhos furtados há três meses.

O homem de 33 anos, atuava na função de serviços gerais e trabalhava para o estado desde 2004. Segundo a polícia, ele confessou o crime. O suspeito será indiciado pela prática de peculato e pode ser condenado de 2 a 12 anos de reclusão.

Segundo as investigações, os celulares faziam parte do patrimônio do estado, estavam novos e dentro das respectivas caixas, quando foram levados. Os aparelhos foram vendidos por um comparsa, que também não teve o nome divulgado.

Nesta terça, policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá cumpriram mandados de busca e apreensão. No total, 17 pessoas foram conduzidas para a delegacia e nove celulares foram recuperados.

De acordo com o delegado André Luís Prado Monteiro da Silva, as investigações identificaram dois receptadores, sendo um deles, proprietário de uma loja de conserto, compra e venda de celulares, em Várzea Grande.

O delegado afirmou ainda que algumas pessoas que compraram os aparelhos não tiveram má intenção e desconheciam o furto.

FONTE: G1 MT
Postagem Anterior Próxima Postagem