TCE aprova contas de 2018; Taques diz que errou, mas fez o possível

REPRODUÇÃO
Após seis horas de julgamento, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou 40 recomendações e aprovou, na noite de terça-feira (06), as contas do ex-governador Pedro Taques (PSDB) referentes ao ano de 2018, último do mandato.

O tucano surpreendeu ao comparecer à sessão e fazer sua própria defesa. Em sustentação oral ele alegou que errou em algumas coisas, mas foi pelo fato do Estado ter vivido momentos difíceis em 2015.

Considerou justo

Ao final da sessão Taques falou aos jornalistas que avaliou como justo o julgamento, já que seu mandato ocorreu em momento histórico diferente, segundo ele, sem recursos no caixa, mas sendo as medidas necessárias tomadas.

“A votação mostra que tivemos dificuldades, mas fizemos o que foi possível”, declarou.

A decisão pela recomendação de aprovação foi unânime, já que o relatório do conselheiro interino interino Isaias Lopes da Cunha foi seguido pelos demais conselheiros.

Julgamento

O parecer prévio irá subsidiar o julgamento em definitivo das contas do tucano, a ser realizado pela Assembleia Legislativa ainda neste ano.

As 40 recomendações serão encaminhadas ao governador Mauro Mendes (DEM). Entre elas consta a redução de 20% das despesas com cargo de comissão e confiança.

As despesas com pessoal somaram 57,89% da Receita Corrente Líquida em 2018, índice bem acima do limite máximo estabelecido LRF, de 49%.

FONTE: REPÓRTER MT
Tecnologia do Blogger.