Corinthians está envolvido em nova polêmica. Foto: Corinthians/Divulgação
A Vitalcred, fabricante de máquinas de cartão de crédito e débito, acionou a Justiça cobrando uma multa de R$ 480 mil do Corinthians. Em dezembro do ano passado, empresa assinou um contrato de licenciamento com o clube do Parque São Jorge, mas teve o vínculo quebrado unilateralmente após o Corinthians fechar o contrato de patrocínio com o Banco BMG.

No fim do ano passado, o clube acertou o licenciamento da 'POPTIMÃO' em parceria com a Vitalcred. O acordo previa o pagamento de 12 parcelas de R$ 40 mil.

O primeiro pagamento foi realizado, mas o clube devolveu o dinheiro à empresa após assinar, em janeiro de 2019, o acordo com o BMG - o que inviabilizaria a presença de duas empresas do mesmo setor como parceiras do Alvinegro. A informação foi divulgada pelo programa Globo Esporte, da TV Globo.

Após a quebra do acordo, a Vitalcred acionou a Justiça cobrando o pagamento do valor integral do contrato como multa. Nesta quinta-feira (3), a juíza Clarissa Rodrigues Alves, da 14ª Vara Cível de São Paulo indeferiu o pedido de urgência no débito e deu um prazo de 15 dias para o Corinthians apresentar sua defesa no caso.

FONTE: TERRA
Postagem Anterior Próxima Postagem