Esgoto sem tratamento é despejado no Rio Paraguai — Foto: TVCA/ Reprodução
Todo o esgoto produzido sem tratamento em Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá, está sendo despejado no Rio Paraguai, considerado o mais importante da região e o principal formador do Pantanal mato-grossense.

O chefe do Departamento de Água e Esgoto de Barra do Bugres (DAE), Rodrigo Perez, informou que o sistema de tratamento da concessionária está sobrecarregado devido ao entupimento da rede de esgoto.

Em consequência disso, as lagoas de tratamento não suportaram e se romperam. Sem poder tratar o esgoto da cidade, que tem cerca de 34 mil habitantes, quem recebe os resíduos é o Rio Paraguai.

O departamento estima que para resolver o problema gastaria cerca de R$ 2 milhões. — Foto: TVCA/Reprodução
A água que é tratada e usada pela população do município é captada do Rio Bugre, afluente do Rio Paraguai, e fica rio acima de onde está o esgoto.

O departamento estima que para resolver o problema seriam necessários cerca de R$ 2 milhões. No entanto, a prefeitura afirmou que não tem esse dinheiro para executar a obra.

Uma ação de fiscalização da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), realizada no dia 25 de março deste ano, resultou na aplicação de uma multa de R$ 100 mil na Prefeitura de Barra do Bugres.

À época, a Sema exigiu, em 10 dias, o reparo da rede para evitar o vazamento e a apresentação de licenciamento ambiental da estação de tratamento, em 30 dias, mas, até agora, a prefeitura não atendeu as exigências, segundo a Sema.

O Rio Paraguai é o principal formador do Pantanal mato-grossense. — Foto: TVCA/Reprodução
O Rio Paraguai

O Rio Paraguai é o oitavo maior em curso de água da América do Sul, com cerca de 2.600 km de extensão. Ele nasce no município de Alto Paraguai, a 219 km de Cuiabá, e banha quatro países, na nascente no Brasil, passando pela Bolívia, Paraguai e chegando à foz na Argentina.

O Rio Paraguai é dividido em quatro partes. Primeira chamada “Das Nascentes”, que vai até Barra do Bugres. O segundo, “Paraguai Superior” vai de Barra do Bugres até a foz do Jauru, próximo de Cáceres, a 220 km da capital.

A terceira parte é “Médio Paraguai” vai do Jauru até o Rio Apa que banha a fronteira do Brasil com o Paraguai. Já a quarta e última parte, “Paraguai Superior”, vai do Rio Apa até a foz na Argentina.

FONTE: G1 MT
Postagem Anterior Próxima Postagem