REPRODUÇÃO
A secretaria estadual de Segurança informou, nesta quarta-feira (13), que terminou, na manhã, o bloqueio na região de fronteira entre Brasil (Cáceres) e Bolívia (San Mathias). A entrada e saída de pessoas estavam impedidas devido à manifestação de bolivianos, que durou 21 dias. Desde às 7h, o trânsito foi liberado, e os interessados em entrar no país vizinho já podem voltar a utilizar o acesso oficial por Cáceres (214 km a Oeste de Cuiabá).

O comandante do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), tenente-coronel PM Fábio Ricas, ressaltou que neste período foi feito todo o acompanhamento da situação, sem nenhum registro de ocorrência grave. “Ficamos atentos a qualquer movimentação e preparados para intervir, caso fosse necessário, mas tudo ocorreu dentro da normalidade”.

Os manifestantes estavam permitindo apenas o acesso de ambulâncias e veículos que estivessem prestando socorro a alguma vítima. O Gefron esteve atento à região de Corixa, localizada a poucos metros do bloqueio, bem como no Posto do Limão (base do grupamento), localizado na BR-070, com o objetivo de evitar incidentes.

$ads={2}
A tensão política na Bolívia motivou manifestações, a partir de 21 de outubro, em função de indícios de fraude no processo eleitoral. Evo Morales renunciou a presidência e chegou ontem ao México, juntamente com o ex-vice-presidnete (que também renunciou).

Em setembro, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, esteve na capital boliviana e assinou com Evo Morales, contrato para a Bolívia fornecer gás para o Estado ampliar o fornecimento de energia elétrica e gás para veículos. Em 2020, a projeção é do fornecimento ser ampliado para 1 milhão de metros cúbicos. O contrato inicial é de 2 anos e prevê renovação por mais 10.

FONTE: Só Notícias
Postagem Anterior Próxima Postagem