1º caso de coronavírus de MT, diretor de fábrica deixa Hospital Santa Rosa

REPRODUÇÃO
Já está em casa o paciente do primeiro caso de coronavírus registrado como positivo, no Estado.

Trata-se do gerente de uma fábrica de refrigerantes, que estava internado no Hospital Santa Rosa.

Ele recebeu alta por não apresentar mais sintomas de complicação. O paciente havia sido internado no dia 16 de março após chegar de viagem da Inglaterra e não apresentar sintomas.

No momento, o diagnosticado apresenta quadro estável de saúde e encontra-se em isolamento domiciliar.

O último boletim informativo do Hospital Santa Rosa, emitido na sexta-feira (20), aponta que há outros dois casos suspeitos que estão internados na unidade.

O hospital também teve o caso de um empresário, do ramo de mineração confirmado. Porém, pelo fato de o exame ter sido feito em um laboratório não credenciado, o exame será refeito pelo laboratório Lacen.

Testes suspensos

Hospital Santa Rosa suspendeu a realização de testes do novo coronavírus diante da alta demanda e do abastecimento insuficiente de reagentes. Por meio de nota, o hospital afirmou que somente pacientes em estado grave e internados é que serão submetidos ao teste.

Casos reconhecidos

Além deste paciente liberado, a Seceraria Estadual de Saúde reconhece um segundo caso, conforme testes realizados pelo  Laboratório Central do Estado (Lacen-MT). O paciente é de Várzea Grande.

Há outro caso que foi apontado como confirmado pela Secretaria Municipal de Rondonópolis, que é de uma mulher de 59 anos.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

FONTE: REPÓRTER MT