Acusado de assassinar a ex com 18 facadas é morto em troca de tiros com a PM

Foto: Reprodução
O jovem de 23 anos, identificado como Odir da Rosa Santos, acusado de assassinar a ex-mulher, Laiany Lemes de Almeida, de 18 anos, com 18 facadas, na última quinta-feira (27), em Peixoto de Azevedo (691 quilômetros de Cuiabá), foi morto em troca de tiros com a Polícia Militar na madrugada desta segunda-feira (02), na rodovia federal que liga a cidade a Matupá.

A Polícia Militar confirmou ao Olhar Direto que o homem morreu nesta manhã. Segundo consta, uma motociclista que passava pela BR-163 avistou uma pessoa andando sem camisa pela rodovia. Ao se aproximar, a testemunha reconheceu o acusado e resolveu acionar as autoridades.

A testemunha ainda conseguiu ver que o homem estava armado. Quando a equipe chegou, houve troca de tiros e o suspeito ainda conseguiu se esconder no matagal. Horas depois, já durante a manhã de hoje, os PMs localizaram o acusado, quando houve novo confronto entre as partes.

O suspeito acabou atingido, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do fato. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada e realizou os trabalhos na cena. O caso é investigado pela Polícia Civil.

O caso

Por não aceitar o fim do relacionamento, um jovem de 23 anos esfaqueou a namorada de 18 até a morte, na cidade de Peixoto de Azevedo (distante 700km de Cuiabá), na noite de quinta-feira (27). Armado com uma faca, o rapaz foi até a casa da vítima, com quem ele tem dois filhos, e desferiu 18 golpes, que atingiram cabeça, braço, tórax e barriga de Laiany Lemes de Almeida.

Segundo informações da irmã da vítima, o autor do crime, identificado como Odir da Rosa Santos, avisou a família da jovem e em seguida fugiu. Ele estaria com sangue nas mãos quando falou do ocorrido.

Odair teria tentado reatar o namoro por várias vezes, mas Laiany não aceitava devido o rapaz ser muito ciumento. Na noite do crime, ele teria ligado antes para a vítima, que não atendeu. Descontente por ser ignorado, foi até a residência e cometeu o crime.

FONTE: WESLEY SANTIAGO
DO OLHAR DIRETO