Dois são executados a tiros em Nova Mutum; crimes podem ser vingança de facção

POWERMIX
Dois jovens com passagens pela Polícia foram executados na noite desta terça-feira (03) em Nova Mutum (264 km ao norte de Cuiabá), dando sequência a uma série de crimes envolvendo criminosos de Nova Mutum e Nobres (146 km ao médio-norte da Capital).

Dihenis Vinnicius da Silva Santos e Jonathan Carmo de Jesus Santana, ambos com 21 anos, foram executados com pelo menos seis disparos cada um, de pistola 380. A maioria dos tiros foi pelas costas.

De acordo com informações levantadas pela Polícia Militar, dois criminosos chegaram em uma moto, pararam na rua atrás da residência, e chegaram pelos fundos das casas. Pela posição que os corpos foram encontrados, acredita-se que os dois jovens estavam sentados na varanda, onde foram executados.

O duplo homicídio aconteceu por volta das 21h20, na rua das Pupunhas, no Residencial Novo Horizonte “Prohab II”.

POWERMIX
Outros crimes 

No dia 19 de fevereiro, em Nobres, cinco homens, com idades entre 17 e 24 anos, foram executados dentro de uma casa apontada como boca de fumo. Essa chacina, de acordo com as investigações, teria ligação com uma execução ocorrida em janeiro, no mesmo município.

O primeiro a ser morto foi Clayton Nunes da Silva, no dia 28 de janeiro. A execução foi filmada. Em fevereiro foram executados Daniel dos Santos Costa, 24, Cláudio Rogério Pinto do Nascimento, 19, Jovanilson Pereira da Costa, 17, Weliton da Silva, 23, e Thiago dos Santos Siqueira, 20s. Daniel e Jovanilson eram de Nova Mutum. Os demais de Nobres.

Clayton seria membro do Primeiro Comando da Capital e teria sido executado a mando do Comando Vermelho. A chacina em Nobres seria a vingança do PCC contra o CV.

A Polícia não descarta que o duplo homicídio desta terça-feira seja um novo "capítulo" da briga entre as facções.

FONTE: ANDRÉIA FONTES
DO REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário