Motorista de aplicativo se masturba na frente de passageira em Cuiabá

REPRODUÇÃO
Motorista de aplicativo de transporte, identificado como R.A.D., está sendo acusado de se masturbar na frente de uma passageira, durante a corrida, no último sábado (14), em Cuiabá. O relato foi feito pela vítima em uma rede social com o objetivo de alertar novas possíveis vítimas do suspeito, que é policial militar e já foi preso várias vezes pelo mesmo crime e denunciado pelo Ministério Público Estadual por suas condutas como militar.

“Ontem de noite quando eu estava chegando na casa de uma amiga, o motorista parou em uma rua escura antes do meu destino e começou a se masturbar comigo dentro do carro, comecei a gritar consegui sair do carro”, disse ela no publicação.

A vítima afirmou ainda que ele dirige um Honda City preto e que já tem ao menos 5 passagens na polícia pelo crime de assédio. Ressaltou que não teve nenhum suporte da empresa de transporte, onde ela fez denúncia contra o motorista.

Em dezembro de 2018, R.A.D. foi denunciado pelo MPE pelos crimes de desobediência a ordem legal da autoridade militar e também por oferecer vantagem indevida para a prática, omissão ou retardamento de ato funcional, que em tese é crime de corrupção ativa.

No mesmo ano, ele foi flagrado por uma mulher se masturbando em uma rua do bairro Bosque da Saúde. Chegou a fugir de carro, mas acabou preso pela PM. Em dezembro de 2017, foi visto no mesmo ato, mas dessa vez fardado, na avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá.

Ele fugiu, mas acabou batendo o carro em outros veículos. Ofereceu uma quantia de R$ 1 mil para cada militar para não ser preso.

A reportagem do Gazeta Digital entrou em contato com a Polícia Militar, que deve se manifestar ao longo do dia.

FONTE: GAZETA DIGITAL