Secretário não descarta adiar novamente retorno das aulas em MT

Alair Ribeiro/MidiaNews
O Governo do Estado não descarta a possibilidade de adiar o retorno das atividades escolares em Mato Grosso – inicialmente previsto para ocorre no dia 6 de abril – caso haja um agravamento nos casos de novo coronavírus, a Covid-19.

A informação foi confirmada pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo (PSB), em uma transmissão por meio das redes sociais no final da tarde da última quinta-feira (26).

A própria Secretaria trabalha com uma projeção de pico de casos da Covid-19 no Estado entre final de abril e meados de maio, justamente período em que as crianças estariam nas escolas.

“Provavelmente é uma decisão que vai ter que ser revista. Se tivermos em uma crise muito alta não seria recomendável voltar. Em um primeiro momento nós não tínhamos a estimativa ainda quando a situação ia se agravar”, explicou o secretário.

Segundo ele, quando o governador Mauro Mendes (DEM) baixou um primeiro decreto suspendendo as aulas até 5 de abril havia um cenário diferente.

“Tínhamos uma expectativa otimista, que esse vírus não teria grande desenvoltura na região Centro-Oeste, especialmente por conta do calor de Mato Grosso", disse.

"Essa decisão, nós vamos rever. Se no dia 6 entendermos que não é conveniente voltar as aulas na rede estadual, essa será a decisão do governo”, concluiu Figueiredo.

Até a última quinta, Mato Grosso havia contabilizado 11 casos confirmados da doença e outros 385 suspeitos.

FONTE: CAMILA RIBEIRO
DO REPÓRTER MT