Evangélico, prefeito em MT acredita que foi alvo de "macumba"

REPRODUÇÃO
Após a repercussão de que seria alvo de um trabalho religioso, o prefeito de Comodoro, Jeferson Ferreira Gomes (DEM) se manifestou nesta quarta-feira (29). Ele disse que acredita que realmente alguém tenha feito o ‘trabalho’, com o intuito de prejudica-lo.

“Uma amiga que visitava o túmulo da filha dela no cemitério que achou. Ele percebeu que tinha um documento dentro, com o meu nome. Minha família e eu ficamos tristes porque somos evangélicos”, disse.

O prefeito, que responde a vários processos por improbidade administrativa e, inclusive, já foi afastado do cargo, comentou que tem passado por momentos difíceis e que ações como estas só contribuem para piorar a situação. “Fiquei estarrecido com tudo isso”, comentou.

Uma moradora do município esteve no cemitério para visitar o túmulo da filha, quando ao passar por uma das sepulturas, viu um sapo morto, com as pernas amarradas e a boca costurada. Ao lado do animal tinha uma garrafa de bebida alcoólica.

Ela tirou vários fotos e compartilhou com amigos. Inclusive, chegou a entrar em contato com o próprio prefeito para contar o fato. “Acredito que fizeram algo de magia, porque da forma que foi encontrado e da forma que foi feito a gente percebe que fosse algo para nos atingir”, destacou.

Jeferson disse que vai orar pela pessoa que fez, para que o responsável tenha um encontro com Deus e possa mudar de vida, ser feliz e que deixe esse tipo de coisa de lado.


FONTE: LIDIANE MORAES
DO FOLHAMAX