'Perdemos um grande ministro', diz secretário de Saúde de MT sobre demissão de Mandetta

Secretário de Saúde de MT, Gilberto Figueiredo, durante coletiva virtual — Foto: Reprodução
O Secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou nesta quinta-feira (16) que lamenta a demissão do ministro Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde. Segundo o secretário, não era uma saída pela qual o estado esperava.

"Perdemos um grande ministro nesse momento. A saída dele para nós não é uma saída feliz. Trata-se de uma pessoa que tem uma ótima relação com Mato Grosso e já demonstrou isso nas visitas feitas ao estado", lamenta.

Mandetta foi demitido nesta quinta-feira (16) pelo presidente Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada pelo próprio ministro em uma rede social. Após o fim dos pronunciamentos, a exoneração de Mandetta foi publicada em uma edição extra do "Diário Oficial da União". A nomeação de Nelson Luiz Sperle Teich foi oficializada no mesmo documento.

O secretário Gilberto Figueiredo também afirmou, durante a coletiva, que avalia as ações de combate do ex-ministro e sua equipe de forma positiva e disse que a secretaria torce para que essa mudança não dê errado agora.

"Nós torcemos para que o novo ministro que venha assumir a função, dê prosseguimento às iniciativas já realizadas de enfrentamento ao coronavírus, que na nossa avaliação, sempre foi muito eficaz pela antiga equipe", explicou.

Sobre possíveis mudanças no plano de combate com a troca de ministros, Figueiredo informou que, por enquanto, não acontecerá.

"Não há nenhuma mudança com isso. Nós temos um plano de contingenciamento estadual e existem os planos municipais baseados no plano estadual. Isso deve continuar sendo seguido, para que combatermos o vírus em nosso estado", explica.

A respeito do novo ministro que deverá ser nomeado, o médico Nelson Teich, o secretário avalia que ele é um profissional renomado e diz que acredita ter capacidade para continuar um plano eficiente de combate à pandemia em nosso país.

FONTE: G1 MT