Aumenta o número de presos evangélicos e PCE abre nova ala religiosa; veja vídeo

Divulgação
Penitenciária Central do Estado (PCE) ganha nesta semana a sua terceira ala voltada aos reeducandos evangélicos. Para isso, é necessário reestruturar as divisões das celas e alas. Conforme a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), a nova ala será instalada no raio 3 da unidade. Dos 2.218 reeducandos que estão atualmente na PCE, a Sesp estima que cerca de 1.200 são evangélicos.

“A divisão se deu após a adoção de um novo modelo de trabalho, pensado na reinserção social dos presos”, explicou a Secretaria. Conforme o diretor da PCE, Agno Ramos, dentro da rotina da PCE, muitos presos acabam se convertendo ou entrando na religião, e que por isso, é necessário fazer a triagem daqueles que desejam mudar para essa ela.

“Desde que demos início à Operação Elison Douglas e reforçamos ainda mais a segurança dentro da unidade, notamos que houve um enfraquecimento da atuação das organizações criminosas e, consequentemente, uma mudança no perfil dos presos. Então, nosso trabalho está focado justamente em dar continuidade às triagens tendo em vista que muitos presos estão aderindo às atividades religiosas”.

Divulgação
Na época, aconteceu ainda uma limpeza da unidade, retirando vários aparelhos eletrônicos, ventiladores, geladeiras, drogas e outros. Para a direção, a ação diminuiu consideravelmente a atuação de facções criminosas dentro da PCE.

A Operação Elison Douglas, foi realizada entre agosto e dezembro de 2019 e recebeu esse nome como forma de homenagear o agente prisional morto no mesmo ano na porta de sua casa, em Lucas do Rio Verde. Depois dessa ação inicial, a direção da unidade começou a implantar novos procedimentos e medidas para garantir maior segurança.

(Com informações da assessoria de imprensa)

Veja vídeo


FONTE: GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário