Internet chega a 78,5% dos domicílios de Mato Grosso

DIVULGAÇÃO
O percentual de domicílios que utilizavam a internet no estado de Mato Grosso subiu de 75,1%, em 2017, para 78,5%, em 2018. O equipamento mais usado para acessar a internet foi o celular, encontrado em 99,6% dos domicílios com serviço. O segundo foi o microcomputador que, no entanto, só era usado em 45,3% dos lares. Já o acesso à internet pela televisão subiu de 9,4% para 20,8% dos domicílios, de 2017 para 2018.

Essas são algumas informações da PNAD Contínua do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que, no quarto trimestre de 2018, pesquisou o acesso dos domicílios brasileiros à Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Entre 2017 e 2018, o percentual de pessoas que tinham celular próprio no estado subiu de 82,6% para 84,4%, enquanto que no Brasil esse número aumentou de 78,2% para 79,3%.

Já a proporção de domicílios com telefone fixo caiu de 18,7% para 16% em Mato Grosso, e de 31,6% para 28,4% no Brasil, no período. Regionalmente, em 2018, os percentuais de pessoas que usavam celular foram mais baixos no Norte (67,4%) e no Nordeste (70,7%).

A proporção mais alta foi do Centro-Oeste (86,2%), com Sul (84,3%) e Sudeste (84,1%) a seguir. O percentual de pessoas de 10 anos ou mais de idade que utilizaram a internet no período de referência dos últimos três meses foi de 77,8% no estado em 2018, alta de cinco pontos percentuais em relação a 2017 (72,8%).

De 2017 para 2018, a PNAD Contínua TIC constatou também que o índice de casas em que havia televisão caiu de 93,6% para 93% no estado de Mato Grosso.

No mesmo período da comparação, o percentual de domicílios com TV por assinatura variou de 28,6% para 28,4% em MT. No Brasil, a queda foi de 32,9% para 31,8%.

Já o número de residências no estado que tinham televisão com conversor (integrado ou adaptado) para receber o sinal digital de televisão aberta aumentou de 72,7%, em 2017, para 80,9%, em 2018. No país, o mesmo percentual subiu de 79,8% para 86,6%. 

FONTE: GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário