Polícia prende irmãos que torturaram adolescente com fio de tornozeleira em MT

RepórterMT/Reprodução
A Polícia Civil prendeu na manhã de sexta-feira (08) dois irmãos acusados de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e tortura. Uma das ações criminosas praticadas pelos suspeitos e investigada pela Polícia Civil refere-se a uma tortura praticada contra um adolescente.
As prisões aconteceram no município de General Carneiro (442 km de Cuiabá).

Um terceiro criminoso teve a ordem de prisão cumprida no presídio, onde já estava detido por outro crime. Um quarto integrante do grupo, já identificado continua foragido.

O trabalho operacional foi deflagrado pela Delegacia de Polícia de General Carneiro com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá).

As investigações iniciaram, na noite do dia 08 de abril, quando policiais civis e militares da cidade de General Carneiro,  prenderam um casal em flagrante por tráfico de entorpecentes. Na residência dos suspeitos, foi encontrado um menor de idade que estava com diversos hematomas na região das costas.

Perguntado sobre o motivo das lesões, o adolescente informou que havia “apanhado” do seu pai.

No entanto, no dia seguinte (09), o mesmo adolescente foi até a Delegacia de General Carneiro acompanhado de sua mãe e relatou que na verdade havia adquirido uma porção de maconha, e depois quando estava sozinho em casa, foi surpreendido por quatro indivíduos  que o amarram e o levaram para um matagal, onde permaneceu por cerca de uma hora sendo brutalmente torturado com o fio do carregador de uma tornozeleira eletrônica.

Na ocasião, os quatro suspeitos informaram ao adolescente, que ele foi submetido ao ritual de tortura, pois era acusado de ter furtado droga de propriedade deles. Os agressores também alegaram que caso o menor levasse os fatos ao conhecimento da polícia, eles o matariam.

Durante as diligências investigativas, os três autores do crime (sendo dois deles irmãos), foram ouvidos na delegacia em termo de interrogatório, e confessaram o crime em investigação relevando a participação do quarto acusado que foi preso por tráfico no dia 08 de abril.

Diante das evidências, a Polícia Civil representou pelos mandados de prisões preventivas dos quatro bandidos. Com as ordens judiciais decretadas pela Justiça, foram presos.

Os dois irmãos presos foram conduzidos para providências necessárias e posteriormente levados para Cadeia Pública de Barra do Garças, ficando à disposição da Justiça.

Conforme o delegado que coordenou a ação, Nelder Pereira Martins, as diligências continuam para cumprimento do quarto mandado de prisão.

FONTE: REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário