Carro invade pista, atropela e mata trabalhador na MT-423

RepórterMT/Reprodução
O jovem Michel do Nascimento Oliveira, 20 anos, foi atropelado e morreu na MT-423, rodovia que liga os municípios de Sinop a Claudia (500 e 566 km, respectivamente, da Capital) no final da noite desse domingo (28), enquanto trabalhava na recuperação de uma carga de milho espalhada na estrada, onde uma carreta Volvo FH 520 havia tombado.

Michel foi atingido e lançado a vários metros de distância na pista, por um carro, modelo ainda não identificado, que passou pela MT em alta velocidade, não respeitando a sinalização feita na via devido à carreta tombada.

Os primeiros atendimentos foram feitos por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, que encontraram o jovem gravemente ferido jogado na rodovia. Michel apresentava fratura exposta, edema de face, hemorragia na região dos ouvidos, traumatismos generalizados, traumatismo cranioencefálico grave, pneumotórax hipertensivo e sofrendo uma parada cardiorrespiratória.

Os socorristas procederam com os atendimentos de primeiros socorros e em seguida encaminharam a vítima ao Hospital Regional, onde deu entrada ainda com vida, mas não resistiu às diversas lesões e morreu na unidade de saúde.

O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia que vai determinar a causa clínica da morte.

De acordo com relato de testemunhas, o carro que atropelou Michel seguia em altíssima velocidade pela rodovia, quando já na altura da carreta tombada, o acusado teria tentado forçar uma ultrapassagem, quando atropelou o jovem. O acusado fugiu.

A Polícia Militar (PM) isolou o local para que os socorristas pudessem trabalhar, enquanto outra guarnição saiu em patrulhamento pela região procurando pelo acusado, porém, o ‘assassino’ não foi encontrado.

Após os trabalhos dos bombeiros, a carreta tombada foi guinchada e a rodovia limpa antes da liberação do trânsito na MT.

A ocorrência foi registrada por crime de homicídio e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, responsável pela investigação do caso.

FONTE: MÁRIO ANDREAZZA

0/Faça seu comentário