Em Cuiabá, Mourão diz que Governo Federal não esconde dados

Christiano Antonucci/ Secom-MT
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), negou que o Governo Federal queira esconder os dados relativos a infecção pelo novo coronavírus (Covid-19) ao mudar a metodologia de divulgação dos números no site do Ministério da Saúde.

O Governo passou a limitar dados, além de atrasar a divulgação dos números de infectados e mortes pelo novo vírus. Neste sábado (6), o Ministério da Saúde deixou de divulgar o número total de casos e mortes, mantendo somente os dados relativos às últimas 24 horas.

Mourão minimizou a troca de metodologia e afirmou que é apenas uma questão de cálculo matemático. 

“Não vejo que o Governo queira esconder os dados; ele mudou a metodologia de apresentá-los. Ele não apresenta os números totais, mas basta você somar com o dia anterior”, disse o vice-presidente.

A declaração foi feita em visita de Mourão a Cuiabá, onde esteve pela segunda vez neste ano.

Para o vice-presidente, os dados poderão voltar a ser divulgados em sua totalidade caso Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal e outros órgãos de controle cobrem. 

“Essa questão da divulgação dos dados não passou por mim, então não posso dizer qual foi o processo decisório que levou a isso. É óbvio que se isso não agradar uma sociedade como um todo, os organismos de controle existentes irão determinar que o Governo mude a sua fórmula”, afirmou.

Manipulação de dados

A modificação da metodologia foi classificada por muitos como uma “manipulação de dados”. O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, foi um dos mais contundentes na crítica.

"A manipulação de estatísticas é manobra de regimes totalitários. Tenta-se ocultar os números da #COVID19 para reduzir o controle social das políticas de saúde", escreveu o ministro em rede social neste sábado.

"O truque não vai isentar a responsabilidade pelo eventual genocídio", afirmou.

FONTE: MÍDIA NEWS

0/Faça seu comentário