Soldados do Exército tentam fugir da polícia, batem carro contra casa e acabam presos

Reprodução
Três soldados do Exército Brasileiro, que trafegavam em um Hyundai HB20 de forma suspeita, desobedeceram a uma ordem de parada da Polícia Militar (PM), durante a noite da última segunda-feira (1º), quando o motorista do veículo perdeu o controle da direção e bateu violentamente contra uma casa na Avenida Bandeirantes, bairro Santos Dumont, em Cáceres (225 km da Capital).

Com os três soldados no veículo estavam duas mulheres, supostamente menores de idade, que ficaram feridas, foram socorridas por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhadas para cuidados específicos no Hospital Regional. Os soldados tiveram apenas escoriações leves e foram atendidos no local.

De acordo com a ocorrência, o HB20 foi flagrado por uma guarnição da PM trafegando com os faróis desligados pela avenida, quando os militares deram ordem de parada que foi desobedecida, dando início à perseguição.

Ao tentar desviar de um quebra-molas próximo ao Cemitério Pax Silva, o motorista do HB20 perdeu o controle da direção e bateu violentamente contra o muro de uma casa, que desabou juntamente com parte do telhado e o portão de entrada. A frente do Hyundai ficou destruída, quando os recrutas foram detidos e as adolescentes socorridas.

Durante buscas foram encontradas latas de cerveja no interior do veículo. Questionados, o motorista, que não tem permissão para dirigir, teria confessado que o grupo havia bebido e, por isso, desobedeceram à ordem de parada dos policiais.

Embora tenha confessado a ingestão de bebida alcoólica, o soldado que conduzia o veículo se recusou a fazer o teste do bafômetro, então os policiais registraram o fato com o preenchimento do documento de constatação de embriaguez.

Diante do flagrante, os soldados foram detidos e encaminhados ao Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) para o registro da ocorrência por conduzir veículo sob efeito de álcool e acidente de trânsito. Em seguida, os recrutas foram encaminhados para o quartel onde são lotados no município e deverão responder processo disciplinar.




FONTE: REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário