Vagas em UTI para novos pacientes com Covid-19 estão esgotadas em MT

Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT
Os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estão esgotados nos hospitais estaduais de Mato Grosso. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informou há apenas 10% de leitos disponíveis de retaguarda – que, pela norma, são exclusivamente para a assistência de emergência dos pacientes já internados em enfermaria.

Os leitos sob gestão do estado, estão nos seguintes hospitais: Hospital Regional de Sinop, Hospital Regional de Rondonópolis, Hospital Estadual Metropolitano, Hospital São Luiz de Cáceres, Hospital Estadual Santa Casa de Cuiabá), Hospital Regional de Alta Floresta, Hospital Regional de Sorriso.

De acordo com a secretaria, a maioria dos hospitais não está mais internando novos pacientes em UTI, porque não podem comprometer os leitos de retaguarda, levando em consideração que o quadro clínico de uma em enfermaria pode piorar e ela precisará ser levada para Terapia Intensiva.

“As equipes de regulação encontram grande dificuldade para a transferência dos pacientes aos leitos de UTI, pois as unidades referenciadas já chegaram à lotação”, disse a SES-MT, em nota.

O governo informou que está fazendo parcerias com as prefeituras para ampliar os leitos de UTI na baixada cuiabana e no interior do estado. No entanto, afirma que está com dificuldades para encontrar profissionais capacitados para trabalhar no combate da pandemia.

Mortes multiplicaram

As mortes em decorrência da Covid-19, em Mato Grosso, multiplicaram 11 vezes em um mês.

Dados da SES-MT apontam que até essa quinta-feira (25) o estado havia registrado 12.601 casos confirmados da Covid-19 e 476 óbitos em decorrência do vírus.

Há um mês, no dia 25 de maio, Mato Grosso estava com 1.594 casos e 42 óbitos por Covid-19.

FONTE: G1 MT

0/Faça seu comentário