Casal se passa por funcionários de banco e dá golpes de R$ 38 mil

Marcus Vaillant
Um casal foi preso em Sinop (500 km ao norte da Capital) na quarta-feira (29) após serem denunciados por aplicarem golpes, se passando por funcionários de bancos. Eles recolhiam o cartão das vítimas e faziam saques e outras transações ilegalmente.

Segundo as investigações, o homem de 46 anos e a mulher de 23 anos ligavam para as vítimas se passando por funcionários da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Afirmavam que o cartão de crédito da vítima estava cancelado e que um funcionário iria buscar o cartão para que fosse feito um novo.

De posse do cartão, eles faziam saques em caixas eletrônicos e também compras em máquinas de cartão que tinham para esse fim. Eles revelaram que fazem parte de uma quadrilha de São Paulo e que a cada semana um estado do país era escolhido para aplicação dos golpes.

Eles chegaram em Sinop na segunda-feira (27) e iniciaram os golpes no dia seguinte, arrecadando R$ 38 mil. Eles afirmaram que chegavam a "lucrar" R$ 160 mil para a quadrilha por mês, ficando com R$ 4mil a R$ 5 mil por semana pelo trabalho.

Eles foram autuados em flagrante por estelionato e associação criminosa.

FONTE: GAZETA DIGITAL