Garimpos são fechados em MT e mais de R$ 1 milhão em bens é apreendido

REPRODUÇÃO
Uma operação realizada a pedido do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) resultou no fechamento de dois garimpos ilegais no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo (691km de Cuiabá), na quinta-feira (09). As ações foram requisitadas pela Promotoria de Justiça da comarca, em inquérito civil que visa apurar eventuais danos ambientais provocados no Rio Grotão em consequência da extração ilegal de ouro nas proximidades.

A operação foi comandada pelo MPMT em parceria com a Polícia Judiciária Civil, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que constataram a irregularidade em flagrante.

Foram apreendidos mais de R$ 1 milhão em bens nos dois locais, incluindo duas escavadeiras hidráulicas, além de armas de fogo e munições. Uma pessoa foi presa por posse ilegal de arma. A Polícia Civil deve finalizar o inquérito policial nos próximos dias, com a tipificação dos crimes vinculados à degradação da fauna e da flora, e encaminhar para o MPMT. A expectativa é de que os proprietários das áreas sejam responsabilizados por crimes ambientais, bem como seja decretada a perda dos bens em favor da União.

O promotor de Justiça Marcelo Mantovanni Beato esclarece que, embora a economia de Peixoto de Azevedo esteja baseada na extração mineral, a atividade deve ser regularizada e autorizada por meio de licenças ambientais. O MPMT foi informado da ilegalidade dos garimpos e da alteração do curso do Rio Grotão provocada pela atividade por meio de denúncia.

FONTE: GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário