PM desmonta quadrilha e prende 6 por tráfico em Várzea Grande

REPRODUÇÃO/PM
Na madrugada deste domingo (26.07) seis pessoas, sendo quatro homens e duas mulheres, foram presas em Várzea Grande por tráfico de droga e associação criminosa. A ação se estendeu por três bairros e empregou diversas equipes do Grupo de Apoio (Gap) do 4º Batalhão de Polícia Militar.

O resultado apareceu na forma de apreensões, de dinheiro, pouco mais de R$ 4,7 mil; de droga, meia barra de pasta base de cocaína pura, mais de 100 porções, e de equipamentos que aparelham as atividades do tráfico, como balança de precisão e papel filme, além de celulares, entre outros produtos.

Na medida em que prendia os suspeitos e desmontava a organização, a PM descobria o papel de cada integrante e a escala de poder, conforme registra as narrativas dos suspeitos aos policiais. Além do tráfico de droga, essa operação policial também mostrou a ligação com o roubo de veículos.

Nas primeiras três prisões, de dois homens e uma mulher, no bairro Monte Castelo, a PM apreendeu R$ 524 e 102 trouxinhas de pasta base. A droga e dinheiro estavam com a mulher, de 34 anos. Ela e o marido, da mesma idade e que também foi preso, contaram que o outro preso, de 39 anos, era um usuário que estava comprando droga.

O casal também revelou de quem recebia a droga para revender. Disseram que havia acabado de passar R$ 1 mil para o “fornecedor”. Logo depois o “fornecedor”, o suspeito de 23 anos, acabou preso em outro bairro com R$ 1 mil e mais porções pasta base e maconha. Em seguida o irmão dele, de 22 anos, foi preso por suspeita de tráfico e roubo e uma caminhonete Hilux, crime supostamente praticado semanas atrás pelos dois. A prisão dos irmãos levou os policiais do GAp a outra casa, no bairro Ouro Verde, onde foram apreendidos R$ 3,2 mil e mais um pedaço grande de pasta base de cocaína.

Na sexta prisão, de uma mulher de 22 anos, os policiais descobriram a pessoa com a função de caixa da organização, ou seja, se fazer o recebimento e controle da entrada do dinheiro do tráfico. Ela, conforme registro da PM, disse que havia sido contratada pelo chefe a organização, o suspeito de 23 anos, e recebia R$ 1 mil semanalmente.

Os seis suspeitos, a droga apreendida, cinco celulares, entre outros objetos, ficaram à disposição do delegado de plantão na Central de Flagrantes do Cisc Parque do Lago, em Várzea Grande.


FONTE: FOLHAMAX

0/Faça seu comentário