Transporte público da Grande Cuiabá tem 50 motoristas afastados devido à Covid-19

Motoristas do transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande estão afastados devido à Covid-19 — Foto: MTU/Divulgação
Cinquenta motoristas do transporte público que opera em Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana, estão afastados do trabalho devido ao novo coronavírus. Desses, oito testaram positivo para Covid-19 e outros 42 estão em casa por apresentarem sintomas da doença.

No último domingo (12), Juliano Lara, de 56 anos, morreu em decorrência da Covid-19. Ele foi o primeiro motorista da capital a morrer devido à doença.

De acordo com a Associação Matogrossense dos Transportadores Urbanos (MTU), Juliano estava afastado das atividades desde o dia 20 de junho.

“Todos os motoristas estão em isolamento e tratamento em casa, ninguém internado. Infelizmente, no último fim de semana, um dos motoristas do sistema, não resistiu as complicações causadas pela doença e morreu no Hospital São Benedito”, explica, em nota.

As quatro empresas que prestam serviços de transporte para a Grande Cuiabá somam 878 profissionais.

Cortinas de plástico são instaladas em ônibus de Cuiabá e Várzea Grande — Foto: MTU/Divulgação
Nesta semana, a Associação informou que começou a instalação de cortinas de plástico nos ônibus para proteger os motoristas contra o novo coronavírus. A proteção será colocada de forma gradativa e a previsão é de que até o fim de semana toda a frota esteja com a barreira física instalada.

A MTU disse ainda que os motoristas trabalham com máscara facial e álcool em gel que é disponibilizado a todos os passageiros na entrada do coletivo.

Além disso, foram criadas linhas especificas destinadas aos profissionais de saúde, sendo todos os coletivos identificados com adesivos.

FONTE: G1 MT