BR-163: Acidente de carro mata pai e filho e deixa mãe gravemente ferida

REPRODUÇÃO
Pai e filho morreram em um acidente de carro na BR-163, em Nova Mutum (a 240 km de Cuiabá), no início da tarde deste sábado (15). Eles foram identificados como Kerlly Vieira, de 34 anos, e Mateus Vieira, de 3.

A mãe, Adriana Vieira, também estava no veículo e ficou gravemente ferida.

Segundo a Rota do Oeste, concessionária que administra a via, o acidente ocorreu no sentido norte do km 566 da BR-163. A família e outras duas pessoas estavam em um Chevrolet Ônix prata que saiu de pista e capotou.

A equipe de resgate da Rota do Oeste esteve no local e socorreu os três sobreviventes  – a mãe e duas pessoas ainda não identificadas.

Os três foram encaminhados ao Hospital Santa Rosa, em Nova Mutum.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Civil também estiveram no local.

Pesar nas redes

Por meio de mensagens publicadas no Facebook, amigos e familiares manifestaram pesar pela morte de pai e filho.

“Como eu amava suas brincadeiras, meu amigo Kerlly Vieira. Como a sua família é especial para mim e para minha família. Meus sentimentos a toda família, sem palavras para descrever o que sinto”, disse uma amiga.

Em outra publicação, um amigo deseja melhoras a esposa de Kerlly.

“Você partiu Kerlly Vieira mas deixou conosco um conjunto de memórias que guardaremos com o maior dos carinhos. Meus sentimentos a toda família. Descanse em paz meu amigo você e seu menininho. Forças, Adriana Ardaia Vieira, você vai sair dessa”, disse.

O irmão de Kerlly comunicou a amigos e familiares sobre o falecimento dos dois também pela rede social.

“É com muito pesar e com muito dor no coração que venho informa a todos uma grande perda na família, e que já está com Deus meu irmão Kerlly Vieira. Em breve trago notícias a todos local do velório e peso oração de todos para que Deus venha consolar nosso coração”, disse.

Kerlly era gerente de uma loja de calçados em Sinop.

FONTE: CÍNTIA BORGES
DO MÍDIA NEWS

0/Faça seu comentário