Mendes: Volta às aulas presenciais ainda não tem data definida

REPRODUÇÃO
O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que as aulas presenciais nas unidades escolares do Estado ainda não têm data prevista para serem retomadas. As atividades estão suspensas desde o fim março, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Segundo ele, a Secretaria de Educação está trabalhando um planejamento para um eventual retorno. Entretanto, Mendes afirmou que é preciso que os números de infectados pela Covid-19 abaixem para que a retomada das atividades seja realizada com segurança sanitária.

“Nós temos uma equipe debruçada e planejando isso [volta presencial]. É um trabalho de planejamento da Seduc, analisando os dados da pandemia. Não existe ninguém, ainda, que previu o fim da pandemia, mas estamos trabalhando esses dados, esses números, outras estratégias”, afirmou.

“Essas estratégias e o número da pandemia é que vão nos dar segurança para retomar as aulas. Queremos retomar o mais rapidamente possível, mas com segurança”, acrescentou.

Estratégias e o número da pandemia é que vão nos dar segurança para retomar as aulas. Queremos retomar o mais rapidamente possível, mas com segurança

Desde o dia 3 de agosto, as aulas da rede pública estadual estão sendo realizadas de forma não presencial (online e off-line). As aulas são ofertadas de duas formas: online, por meio da plataforma digita, e off-line, com apostilas para quem não tem acesso à internet.

“Estamos com aulas online acontecendo nesse momento nas escolas no Estado. Nos lugares em que não é possível, estamos apostilando, entregando nas casas os materiais. Isso está regulamentado pelo Ministério de Educação”, afirmou.

Números da pandemia

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou, até a última quinta-feira (20) 79.715 de casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.518 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Nos últimos dias, o Estado não apontou alta no número de óbitos, e alternou entre estabilidade e a queda em decorrência do novo vírus.

FONTE: REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário