PM recupera três motocicletas roubadas durante operação em área de chácaras na região da Guia

Foto por: 10º BPM/PMMT
Uma operação do 10º Batalhão de Polícia Militar reforça desde esta quinta-feira (13.08), a repressão de furtos e roubos na áres de chácaras do distrito de Nossa Senhora da Guia e comunidades como Aguaçu e Sucuri. No primeiro dia já foram apreendidas três motocicletas roubadas.

O primeiro veículo, uma Titan 160 de cor branca roubada no dia anterior, estava sendo rastreado pela proprietária. A moto foi localizada na margem da rodovia MT-010, parcialmente coberta por galhos de árvores. Em seguida, no meio da mata, tambem escondidas entre galhos, os policiais avistaram as outras duas motocicletas, uma Honda Fan 160 e uma XRE 300. Também viram dois homens que supostamente estavam com as motos.

10º BPM/PMMT
Os suspeitos estavam armados e chegaram a atirar na direção dos policiais, que revidaram a agressão, mas ninguém ficou ferido. Os dois homens abandonaram as motocicletas e se embrenharam na mata. Equipes dos batalhões especializados Rotam e Bope chegaram a fazer buscas na região, mas anoiteceu e não conseguiram achar os suspeitos. Todavia, um deles já foi identificado e as buscas foram retomadas nesta sexta-feira (14).

O comandante do 10º Batalhão, tenente-coronel César Augusto Camargo Roveri, observa que a operação prossegue até domingo (16), com patrulhamentos em toda a região, abordagem de veículos com checagem da documentação e levantamento de registro de roubo ou furto. E ainda, abordagem e averiguação dos condutores e de pessoas que estejam circulando ou em situação que aponte a suspeita de prática criminosa.

10º BPM/PMMT
Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

FONTE: Alecy Alves | Secom-MT

0/Faça seu comentário