9 remédios caseiros que você encontra na sua cozinha

É sempre indicada consulta e recomendação de um médico especialista, mas também existem maneiras de aliviar diversos sintomas por meio de métodos mais naturais. E melhor: com alimentos que você encontra em casa.

Veja a seguir a lista de 9 alimentos que podem servir como remédios caseiros para o tratamento de condições menores, segundo a nutricionista Ana Paula Gava:

Remédios caseiros

1 - Maçã para azia

Foto: Baleika Tamara/Shutterstock

A maçã tem um forte potencial para quem sofre de azia, úlcera e gastrite por causa de seus agentes cicatrizantes, que ajudam a recuperar a mucosa estomacal. Outro ponto relevante do alimento é que também auxiliam o funcionamento do intestino, o que o torna indicado para diversos pontos da saúde do sistema digestório.

2 - Hibisco para febre

Foto: Shutterstock

Os benefícios do hibisco vão muito além do auxílio no emagrecimento. O consumo de hibisco, assim como do gengibre, pode auxiliar no controle e redução da febre, já que tem efeito anti inflamatório.

No entanto, como explica a nutricionista Thais Conte, é indicado que se busque atendimento num pronto socorro médico, já que a febre é apenas um sintoma de uma infecção instalada. No caso de estados febris como uma gripe comum ou virose comum, já não existe grande problema, como explica a especialista.

3 - Gengibre para cólica menstrual

Foto: Shutterstock

O gengibre leva substância chamada gingerol, responsável pelo sabor picante do alimento. O gingerol é um ótimo antimicrobiano, antioxidante e anti-inflamatório; justamente por conta do poder anti-inflamatório, essa substância é capaz de aliviar as dores advindas da cólica menstrual.

4 - Ameixa seca para constipação

Foto: Shutterstock

A ameixa seca é rica em fibra solúveis e insolúveis, frutose e sorbitol, que aceleram os movimentos do intestino, facilitando a evacuação. Além disso, elas também são fontes de vitamina a, b e k, o que traz uma nutrição maior para as microbiotas intestinais, mantendo a saúde da flora intestinal.

5 - Alho para imunidade baixa

Foto: Shutterstock

Dentro do alho existe uma substância chamada alicina, que tem diversos potenciais, como por exemplo, seu poder anti-inflamatório, antimicrobiano, antiviral e anticoagulante. Dessa forma, ela reforça de diversos pontos do sistema imunológico. "Como é muito potente, tende a ter resultados bem rápidos", explica a nutricionista Ana Paula Gava.

6 - Alimentos ricos em cálcio para TPM

Foto: Shutterstock

Estudos que observaram os sintomas de quem sofre deficiência de cálcio constataram a semelhança desses impactos aos de quem sofre de TPM. Alguns dos alimentos ricos em cálcio que podem trazer benefícios nesses casos são: espinafre, chia, linhaça e brócolis.

A relação entre foi feita a partir de análises da suplementação de cálcio que duraram cerca de três meses. Ela o consumo do cálcio com a redução e amenização de até 54% dos sintomas da TPM, como irritabilidade, cólica, sintomas de depressão.

7 - Aveia para dermatite atópica

Foto: Shutterstock

A aveia carrega uma substância chamada aveia coloidal, que é rica em ácidos graxos poli insaturados, além de conter silício e mucilagem. Por meio dessas substâncias, o indivíduo consegue cuidar melhor de uma pele sensível e seca, que são sintomas da dermatite atópica. Além disso, a aveia também consegue amenizar a coceira da pele.

8 - Sal marinho para pele seca

Foto: Shutterstock

Para usufruir desse benefício é necessário o uso tópico do sal marinho, ou seja, do contato direto do alimento com a parte do corpo em que se deseja "tratar". Ele serve como uma forma de "água termal", por ser extremamente rico em minerais. O sal marinho também pode ter uma função esfoliante, livrando a pele de todas as células mortas e a renovando.

9 - Hortelã para enjoo

Foto: Shutterstock

A associação da hortelã com o gengibre é indicado pelo estímulo maior das enzimas digestivas, dando suporte para a digestibilidade e, consequentemente, diminuindo o possíveis enjoos.

10 - Cúrcuma para dores articulares

Foto: Shutterstock

A ação anti inflamatório e anti reumática da cúrcuma é extremamente benéfica para pessoas com muitos dores articulares ou com pouco lubrificação nas articulações. As propriedades da cúrcuma também ajudam a carrear o colágeno. Dessa maneira, a cúrcuma é uma grande aliada na diminuição da dor reumática articular.

FONTE: MINHA VIDA

0/Faça seu comentário