'Eu odeio político malandro, meu sangue não bate', alfineta Mendes

Michel Alvim/Secom
Sem citar nomes, o governador Mauro Mendes (DEM) reforçou as críticas a políticos, provavelmente, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), seu principalmente desafeto político com mandato eletivo. São constantes as críticas dos dois em diversas ocasiões e eventos públicos.

Em uma solenidade na manhã desta quarta-feira (9), com a presença de diversos políticos inclusive do MDB, Mauro disparou novas críticas, entre elas, fez um trocadilho entre carreira política e policial. "Pode não ter mais uma carreira política e sim uma carreira policial", disse. Porém, há uma semana a gestão de Emanuel foi alvo de uma Operação da Polícia Civil.

Mauro também disparou quando questionado sobre sua fala e se seria em específica para o prefeito."Eu odeio político malandro, não bate meu sangue, seja em que partido for, seja em qualquer lugar que eu estiver. Eu sempre elogio os bons prefeitos, os bons políticos, os que trabalham corretamente e vou criticar sempre aqueles que são malandros os que usam incorretamente o dinheiro público".

+ MAIS NOTÍCIAS SOBRE POLÍTICA

Segundo o chefe do Executivo, existem pessoas que enxergam a política como profissão, e que não há problema quando isso é feito de forma correta. "Tem umas pessoas que entende a política como uma profissão, e se exerce ela com respeito ao eleitor, ao cidadão e ao dinheiro público, ok, é uma bela profissão. Mas, tem político que tem uma longa ficha corrida e pode não ter mais uma carreira política e sim uma carreira policial", alfinetou.

Disputa

O Democratas, partido do governador, defende que Fábio Garcia saia como candidato a prefeito com o intuito de alinhar as principais autoridades de Mato Grosso.

FONTE: GAZETA DIGITAL