Gefron mata 4 traficantes na fronteira; dois eram bolivianos

REPRODUÇÃO

Quatro traficantes morreram após atirar em policiais do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gefron) e darem início a um confronto na fronteira com a Bolívia, na madrugada de domingo (27), em Cáceres (225 km da Capital). Segundo o Gefron, foram apreendidos R$ 2 milhões em entorpecentes com os traficantes.

O confronto aconteceu por volta de 0h30, nas proximidades do rio Jauru, em uma zona rural da cidade. Após a troca de tiros, os traficantes foram encontrados caídos no matagal e levados para o Hospital Regional de Cáceres. No entanto, eles morreram a caminho da unidade de saúde.

Dois homens são bolivianos, um já foi identificado e é o indígena chiquitano César Tosube Lopez, de 27 anos, irmão do boliviano Ezequiel Pedraza Tosube Lopez  que morreu em um confronto com o Gefron em agosto. Com as novas mortes, sobe para seis o número de bolivianos mortos na fronteira em cerca de 50 dias.

A Bolívia acionou o Brasil pedindo uma explicação sobre as mortes deste confronto, alegando que as vítimas não eram bandidos. 

Apreensão

No domingo, foram apreendidos 90 quilos de pasta-base de cocaína, 3,2 quilos de cloridato de cocaína, 5 quilos ácido bórico, quatro armas municiadas, sendo uma pistola 9 milímetros, uma pista ponto 22 e dois revólveres ponto 38. 

De acordo com o Gefron, dois dos mortos possuem passagens criminais, sendo por tráfico e homicídio. 

FONTE: REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário